Cuidando dos cabelos no sol (praia, piscina e afins!)

Aproveitando que estou viajando e passando uns dias em Abu Dhabi pra fazer um post rápido sobre os produtos que eu uso quando viu a praia.

Como moro em Londres, não é sempre pego sol nessa intensidade, e sempre fui bem cuidadosa com a pele (filtro solar fator mil, e bronzear o rosto de jeito nenhum!), mas sempre sentia que voltava das férias com os cabelos detonados, mesmo cuidando bem e usando os bons produtos de sempre.

Mas ultimamente estou obcecada com dois produtos Pré shampoo que tenho usado (e já falei de ambos aqui no blog!), e resolvi trazê-los na viagem para fazer um tratamento intensivão durante o dia e ver se ajuda.

Os salvadores são: o Elasticizer Extreme do Philip Kingsley e o óleo capilar da Leonor Greyl!

Fiz a misturinha logo no primeiro dia de piscina: para desembaraçar usei meu fiel escudeiro de praia, o Micro-Voile Proteceur da Kerastase. Desembaraça sem melecar nem pesar e de quebra ainda tem um pouco de proteção solar (essencial para quem colore).

E depois passei o óleo da metade dos fios até as pontas, e por cima, o Elesticizer no comprimento todo.

Depois de cada mergulho, repetia o processo completo!

Posso falar o quanto amei meu cabelo depois?!

Lavei com o shampoo de aminoácidos da Khiel’s, meu shampoo preferido sem dúvidas (outro que tb já apareceu por aqui um gazilhao de vezes!), e a máscara do Cristophe Robin para dar uma hidratada final.

Finalizei com o óleo Elixir Uktime da Kerastase e voila!

E pronto! Sem precisar de secador nem nada mais para “domar” o frizz que me atormenta em climas praianos (piorado pelo cloro, sol, e água salgada!).

Eu raramente saio de casa assim, de cabelos molhados ao vento, porque o clima em Londres não me permite, então nas férias eu aproveito e nem levo secador e escovas! (Mas fazer isso e ainda por cima ficar com o cabelo bonito, faz toda diferenca!)

P.S. Ambas as versões miniatura pra viagem eu comprei na FeelUnique!

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Cabelo | 9 comentários

Leonor Greyl – Huile de Leonor

Eu estou numa fase super “Francesa” de cuidados com os cabelos!

Depois de ter (re) descoberto o Christophe Robin ano passado na viagem ao Vale do Loire, na França, foi a vez de (re)descubrir a Leonor Greyl, outra marca Francesa de cuidados com o cabelo.

E digo “re” descobrir porque na verdade já conhecia, mas nunca tinha usado nada da marca. Sei la porque. Acho que achava as embalagens meio sem graça… e sabe quando você nunca leu nem ouviu nada a respeito que chamasse atenção?

Ate que no final do ano passo o Urban Retreat lancou uma nova seção do spa de cabelos, justamente usando exclusivamente os produtos da Leonor Greyl!

Entra varias outras cosias, eles avaliam seu couro cabeludo, a saúde dos fios e o estado das pontas, e vão aplicando produtos da linha da Leonor de acordo com a necessidade de cada cabelo, ao mesmo tempo que vão tratando do couro cabeludo (com laser, sução, massagens… uma delicia!).

O resultado é ótimo, e eles também seguem essa filosofia de cuidar do cabelo como um todo, da raiz as pontas (sem dessa de so lavar a raiz e só tratar as pontas, que o Christophe Robin também prega e acho super eficiente!).

Então quando ficamos presos em Toulouse na Franca por umas horas em Janeiro, achei em Sephora no centro da cidade, e enquanto matava hora antes de voltar pro aeroporto, achei as caixinhas brancas da Leonor Greyl la no fundo da loja!

Fui direto no produto marca registrada da marca, o óleo de pre lavagem “Huile de Eleonor”, que eh uma mistura de vários óleos, incluindo óleo de coco, óleo de gérmen de trigo, óleo de palma e karite.

A formulação promete a absorção dos óleos pela fibra capilar (principalmente do óleo de coco, um dos pouco que realmente penetra no cabelo e pele), hidratando os fios por dentro, e ao mesmo tempo formando uma barreira protetora por fora, para proteger as pontas dos cabelos de futuras agressões.

O Óleo deve ser aplicado no cabelo por no minimo 15 minutos, mas o ideal é que fique por pelo menos 1 hora (período que o cabelo leva para absorver 15% de sua densidade em nutriente do óleo de coco – segundo os dados do site!), ANTES de lavar (e vocês sabem que sou fã de pre shampoos!).

Ele também é recomendado para ser usado antes da Praia ou da piscina, sendo reaplicado a cada 3 ou 4 mergulhos – favorecendo um tratamento power ao mesmo tempo que protege o cabelo do cloro e da água salgada.

Semana que vem vou para praia no Oriente Médio e testarei a eficacia nas areais e piscina com certeza!

(Aliais, gostei tanto do efeito do óleo que comprei a versão mini pra viagem com o kit completo pra levar pra Abu Dhabi com minis da mascara de Jasmin e o shampoo de Bamboo!)

Eu tenho usado o óleo em dias alternado com o Elasticizer Extreme e estou adorando o tanto que meu cabelo esta brilhoso e encorpado!

Mas atenção, não esqueçam que o produto é um óleo, e é bem oleoso mesmo! Não é do tipo de óleo que da para usar como leave in ou de finalização (tipo do Marrocan Oil ou Elixir da Kerastase), porque meleca mesmo! Mas ele sai com facilidade no banho, mesmo com shampoo suave e não deixa resíduos.

E para as meninas que moram em clima frio, um cuidado: como o Huile de Eleonor é todo feito de oleos naturais, sem preservativos nem muitas outras adições, ele solidifica em temperaturas abaixo de 24 graus! Levei um susto quanto tirei da mala, mas foi só deixar escorrer uma água quente na pia e depois armazena-lo no meu banheiro que nunca mais tive nenhum problema!

Para quem estiver na Franca, Eleoor Greyl vende na Sephora e na Collette, para quem vier a Londres seus produtos estao a venda na Harrods, e pro resto do mundo (e com entrega internacional) também vende na Amazon ou aqui (feel unique), aqui (cult beauty) ou aqui (net a porter). Todos entregam internacionalmente e no Brasil.

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Cabelo | Com a tag | 3 comentários

Rotinas: passo a passo e “filosofias”

Eu ja fiz varios posts por aqui sobre rotinas de cuidados com a pele e cabelos, mas eh o tipo de coisa que por mais que eu sempre mantenha o mesmo principio e a mesma rotina, a rotina em si esta sempre mudando.

Primeiro porque gosto de sempre provar coisas novas, novas marcas, principios ativos e afins. E segundo porque minha pele (e de todo mundo) nao eh sempre constante, entao a rotina tem que acompanhar isso para continuar sendo eficaz.

Ou seja, as necesidades da nossa pele (e cabelos) muda bastante de um dia pro outro, de mes a mes, ao longo do ano etc, e sao muito influenciados pelas estacoes do ano, viagens, alimentacao, ingestao de agua, flutuacoes de hormonios ao longo do mes (Alo TPM!) e afins, sempre precisando de coisas diferentes.

E em terceiro lugar porque eu sou daquelas pessoas que eh o sonho de toda dermatoligista: quando mais passos e produtos, melhor; não tenho preguica de seguir nada, sou paciente na espera por resultados e gosto de trabalhar na prevencao, em vez de esperar por milagres instantâneos.

Mas por outro lado, eu sei que para qualquer resultado eh preciso consistência e tempo.

A começar pela prevenção: prevenir é prevenir e pronto. Nao tem “resultado”, é um comportamento para vida toda. Aprendi isso bem cedo com minha mae (que me leva religiosamente em Dermatologistas desde a adolescencia), e eh o tipo de coisa que sei que so vou entender o porque, e “ver” os resultados daqui a algumas décadas – eu sempre brinco com o Aaron que quando estivermos com 60 e poucos anos todo mundo vai achar que eu sou esposa de seu “segundo casamento” (ou seja, vou parecer beeeeeeem mais nova que ele! Hahahahahah).

E tambem porque qualquer tratamento cosmético é, e deve ser, um proceso a longo prazo. Mesmo os produtos manipulados ou que requeiram receita medica tem concentracoes baixas, para nao causar mais danos do que bem, entao devem ser usados constantemente e para sempre. Nao sao mudancas que vemos de um dia pro outro, e nada eh imediato ou eternamente duradouro.

Se pensarmos bem, nem mesmo cirurgia plástica é imediato: tem o Pré operatório, a recuperação da cirurgia e a recuperação, que às vezes demora meses pra ficar aparente.

Constancia e consistencia eh minha principal filosofia belezistica.

Não adianta passar filtro solar para ir a Praia no fim de semana, mas esquecer de pasar todos os días de manha, se 2ª a 6ª enquanto espera o onibus na esquina. E nem adianta gastar os tubos com lasers e botox se vc nem sequer tira a maquiagem antes de dormir.

Mas enfim, bla bla bla bla

Pensei em escrever um resumao generalizado sobre minha rotina depois que escrevi o post sobre o “ritual” de beleza em voos longos, ja que seguem mais ou menos o mesmo principio.

*Limpeza.

Nao adianta comprar o creme mais caro do mundo se a pele esta suja, ou esta cheia de células mortas, poluição, fumaça e afins.

E tambem nao adianta lavar com sabonetes tipo detergente de louca, que agridem mais que limpam e deixam a pele mais fragilizada e portanto impossibilitada de aguentar seus tratamentos numa boa.

Eu gosto dos limpadores a base de oleo e balms ha anos e acho que (a longo prazo) eles fazem uma diferencia enorme na saude geral da pele. Eles tratam enquanto limpam, e limpam profundamente, sem agredir.

Perca seu medo de oleos e voce nunca mais vai se arrepender nem querer trocar pelo seu “sabonete” de outrora!

Alem disso, sou fa numero um das maquininhas limpadoras, e uso Clarisonic ha anos! Elas sao controversas, tem quem ame e tem quem odeie, mas adoro a sensacao de massagem, limpeza e maciez que eles dao, alem de dar aquela ajudinha básica na absorcao de outros principios ativos que eu venha usar.

O Clarisonic verdadeiro nao eh uma coisa barata, mas dura uma vida inteira (o meu atual eu ja uso – todos os dias – ha uns 4 ou 5 anos, apenas trocando a escovinha a cada 6 meses e recarregando 1 vez por semana), mas nunca me convenci pelas versoes “genéricas” do mercado, que nada mais fazem do que “esfregar” a pele agresivamente. Nao obrigada.

E ainda no quesito limpeza, tambem me tornei adepta a “limpeza” dupla nesse ultimo ano, que de repente ficou tão em voga na Inglaterra (Obrigada Asia!) – afinal uso muitos produtos, filtro solar ultra potente sempre, e maquiagem. Todos eles sao formulados com a intencao de “colar” na pele, entao precisam de uma forcinha na hora de serem retirados.

Entao minha rotina de limpeza é a seguinte, como já contei nesse outro post:

–          De manha: Na pia ou no banho, lavo a pele com um sabonete suave. As vezes uso Clarisonic, as vezes nao. Mas de manha nao preciso de limpeza “profunda” pois a pele nao esta necesariamente “suja” – mas é importante retirar os produtos utilizados na noite anterior, suor “dormido” e afins.

–          De noite: sempre durante o banho, eh na limpeza da noite que capricho bem para “tirar o dia” da pele – limpador em balm ou oleo e Clarisonic, enxague e um segundo limpador mais suave (geralmente o memso que uso pela manha, e ai vou revezando as marcas).

E uma ou 2 vezes na semana tambem uso um exfoliante e 1 vez por semana uso uma mascara (as vezes uso duas mascaras, se estiver inspirada: uma mascara de limpeza profunda e acao exfoliante, e depois uma mascara hidratante e regeneradora.

 

*Tonificacao eaguas

Na verdade eu nao uso tónicos no sentido “anos 80 da palavra” nao… Sabe aquela coisa de limpar-tonificar-hidratar que era pregada ha unas nos atrás, onde os tónicos eram cheios de alcool e serviam para retirar os últimos residuos da pele?
Já fui aquela adolescente que achava o máximo usar os “3 passos” da Clinique, mas nada que uma bronca bem dada pela dermatologista não tivesse resolvido, há 15 anos atrás!

Pois entao, bem vindo a década de 2010! Para comecar que se seu limpador deixa residuo, use um segundo limpador de consistencia diferente (minha técnica atual), e se ainda assim sua pele nao ficou “limpa” e voce precisa esfregar um tónico de alcool na pele… Ta na hora de achar outro limpador!

Os tónicos e “aguas” nada mais sao do que oportunidade de adicionar produtos ativos mais concentrados na pele, sem interferir demais no resto da rotina nem ter que ficar “misturando” cremes e seruns.

Sabe aquela sensacao de que voce passou 37 cremes na pele? Com os tonicos e spritz, voce pode aplicar os ingredientes e principios desses 37 produtos #exagero, mas sem sentir nada na pele.

Opcoes como as aguas da SK-II e Amore Pacifico, ou os Sprays de agua termal e zinco da Avene e La Roche Posay sao bons exemplos.

E quase todas as marcas boas hoje em dia tambem fazem “tónicos” sem alcool com altas concentracoes de principios ativos. Eu por exemplo, sou super fiel ao acido retinoico, que uso, como prevenção de mazelas generalizadas, desde os 20 anos.

Entao os tónicos sao perfeitos para isso, e me permitem usar outros acidos que beneficiam outros aspectos e mazelas da pele sem interferir com o tratamento de retinoico (entao uso tónicos de acido latico, acido glicolico, acido hilauronico, acido salicílico, etc.

 

*Seruns

Seruns sao outra maneira fácil de turbinar o efeito de tratamentos e adicionar mais principios ativos na rotina. Seja  uma forcinha na manutencao da hidratacao, ou para tratar de outras mazelas, como manchas, poros obstruidos, areas mais ressecadas ou mais oleosas.

 

Eu pessoalmente gosto de usar seruns que foquem no tratamento e prevencao de manchas e a tonalidade da pele. Pois por mais que eu fique bem palida no inverno, eu tenho um tom de pele bem amarelado, que com a falta de sol se torna desuniforme (essa palavra existe?!) e desigual, alem de ter desenvolvido algumas manchinhas nas macas do rosto durante a gravidez, que sao meu principal (e único, na verdade) problema belezistico.

Manchas sao outro exemplo de problema “sem cura”, mas que pode ser praticamente eliminado e “apagado”, desde que o tratamento seja constante. Eh tipo olheira, e se parar de tratar, volta tudo. Entao uso seruns que tenham essa finalidade.

 

*Hidratacao e tratamentos

E eh ai que esta o principal e mais importante passo da rotina!

Nao necesariamente a hidratacao, pois a pesar de sempre ser uma ótima pratica, realmente nem sempre a pele “precisa”.

Eu hidrato SEMPRE porque gosto mesmo, para mim eh tipo usar uma mascara nos cabelos, em vez de um simples condicionador. Se eu posso potencializar os cuidados da pele, porque nao?

Alem disso, para mim, a hidratacao tem uma passo crucial na manutencao do meu tratamento. Como uso acido retinoico todas as noites, e os retinois sao bem agressivos, por manter a pele sempre hidratada e protegida, eu consigo evitar os principais efeitos colaterais dos acidos, que sao: sensibilidade, ressecamento e pele descascando.

Nao eh que nao aconteca, por que sim, volta e meia fico toda depenada e com a pele “esfarelenta” (isso eh um bom sinal durante o uso de retinoides!), mas ao hidratar bem a pele e mante-la sempre balanceada e elastica, consigo diminuir drásticamente o desconforto (porque nao sinto disconforto nenhum praticamente, e ja uso acidos ha mais de 10 anos!), permitindo uma constancia e longo prazo no uso dos acidos (que pretendo usar a vida toda!).

Porem…. Justamente por ser um tratamento tao eficaz quanto agressivo, gosto de variar com outros acidos e outros principios ativos, e volta e meia sinto que minha pele precisa “descansar” e se “reconstruir”.

Para isso, uso alguns produtos e tratamentos com acido latico (que tem como funcao “engrossar” de volta a pele que fica tao fininha com o retinoico), e oleos com omegas.

Mas nao adianta, sempre volto pro retinoico umas semanas depois!

Infelizmente acido retinoico nao pode ser usado durante a gravidez, entao passei mais de 1 ano e meio sem usar durante o periodo de tentar engravidar  – gravida – amamentando entre 2012 e 2013, e foi incrivel ver como num espaco (relativamente) tao curto de tempo, minha pele mudou tanto (para pior!). Foi justamente quando desenvolví manchas, mas primeiras ruguinhas de expressao na testa deram o ar da graca e se por acaso espremesse alguma espinha, ja era! A marca ficava na pele sem piedade!

Entao assim que minha medica me liberou, voltei ao tratamento com retinoico, devagar e sempre, e agora, quase 1 ano depois, sinto que minha pele ja esta praticamente “rejuvenecida” de novo!

* Proteção

E por fim, claro, filtro solar. Sempre.
Sempre.

Inverno, verão, na rua, dentro de casa. Já vai no piloto automático mesmo.

No mínimo 30, mas nos últimos anos tenho usado sempre fator 50 pois achei mascas que gosto bastante e que tem essa proteção alta.

Sem isso (filtro solar todo dia! Mesmo!). Pode esquecer tudo ai em cima, porque nada terá um efeito duradouro suficiente se você estiver detonando suas células com radiação solar! :-)

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Pele | Com a tag | 18 comentários

Mini Spa aéreo: cuidados durante voos longos

Durante a viagem aos EUA em Janeiro eu postei algumas fotos pre e durante os voos, com alguns produtos de beleza que geraram algumas perguntas.

Para começar que esses últimos voos foram bem tranquilos em comparação com as nossa experiência nos últimos meses/anos, pois agora a Isabella paga por sua passagem e tem direito a seu próprio assento, em vez de voar no meu colo – então pude voltar a uma de minhas atividades preferidas em voos longos: Mini Spa!

Porque pensa só: você vai ficar horas e horas confinada num espaço fechado nem nada para fazer – além disso, essas horas no avião tem efeito devastador na pele e cabelos.

O ar seco demais (pele desidratada, cabelo frisado), a pressurização do ar, alimentação esquisita, agua de menos e afins. E geralmente nesses voos mais longos significa que estamos indo/voltando de lugares diferentes do que estamos acostumados, que por si só já causam um certo efeito e muitas mudanças na pele.

Seja saindo de um lugar quente e indo pro frio, e vice-versa, as diferenças na agua (de beber, de lavar a pele e os cabelos, etc), o jet lag, mudanças na alimentação… e mais uma infinidade de coisas que já sabemos que tem efeito negativo na nossa aparência e saúde.

Mas e ai, o que fazer? Deixar de viajar?! Claro que não! Aproveite as horas de voo para cuidar de você. Se preparando e prevenindo na ida, e remediando na volta.

Então o passo a passo que sigo é mais ou menos assim:

*Limpeza:

Eu evito a todo custo embarcar com maquiagem na pele. Na ida isso geralmente é mais fácil; tomo banho antes de sair de casa e já embarco com a pele limpa e preparada. Já na volta, geralmente significa que eu passei o dia todo passeando e batendo perna por ai, e só dou aquela passadinha rápida no hotel para pegar as malas e vou direto pro aeroporto.

Então sempre levo alguma opção de “limpador”, e de preferência aqueles mais cremosos/oleosos que não precisam necessariamente “lavar” a pele (com agua, naquela pia minúscula do avião!), e apesar de não ser meu item de beleza preferido, eu sempre levo também uns lencinhos umedecidos para retirar maquiagem e o balm limpador.

O importante é tirar tudo, TUDO mesmo da pele.

Alguns produtos que eu uso:

Eve Lom Morning Cleanser (em versão mini)

First Aid Beauty Cream Oil Cleanser (esse pacotinho da foto – ganhei de brinde e aproveitei pra usar no avião e gostei bastante! Esse link da Amazon vende o kit de miniaturas pra viagem! Tenho também os Pads de tônico em versão mini!)

Liz Earle Clean & Polish (também na versão mini!)

– Lenços umedecidos da Bioderma Crealine (suuuuuper macio e eficiente! Um dos poucos que eu uso)

– Lenços umedecidos da Garnier (também da nova linha de água micellar – o que esta na foto do voo e que também adoro. Os lenços são tão macios e grossinhos que parecem mini toalhas mesmo! Ganhei de jabá num evento e gamei!)

*Tonico:

Como tenho aflição de limpar a pele sem “lavar”, e como adoro um tônico (sem álcool e com muitos ácidos e princípios ativos do bem! Afaste-se dos tônicos da Clinique e Caudalie imediatamente e ninguém sairá ferido!) sempre levo algum tônico ou spray termal.

Na verdade minha dermatologista me proibiu de usar esses sprays de “agua” durante o voo (eles apenas pioram a desidratação da pele), mas são ótimos como camadas entre produtos, para manter a pele umectada e dar uma forcinha na limpeza e absorção de outros produtos.

Então eu levo algum spray de agua termal ou tônico (em garrafinhas ou já nos pads/discos de limpeza), para passar na pele logo depois da limpeza.

Alguns produtos que eu uso:

First Aid Beauty Pads (tônico já em discos de algodão)

Peter Thomas Roth Max Complexion Pads (tônico já em discos de algodão)

SK-II Essence Tonic (a versão original não é nada prática, pois a embalagem é de vidro, mas a versão mini pra viagem é fofa!)

– Agua Thermal Avene (a única agua termal que consigo achar miniaturas pra viagem com facilidade)

*Mascara:

Pronto, pele limpa e preparada. Então porque não aplicar uma mascara mais intensiva?

Confesso que no dia a dia eu não uso mascaras tanto quando deveria não… Quem tem tempo de ficar 10/20 sem fazer nada com uma pasta verde na pele…?! Eu não! (no máximo uso alguma mascara de efeito mais rápido durante o banho-spa).

Mas durante um voo longo, você já vai estar lá sem fazer nada por horas a fio de qualquer maneira… Então só tome cuidado para não escolher uma mascara verde muito assustadora! Hahahahha (se bem que não ligo a mínima!)

Então tenho usado bastante as mascaras “overnight” de efeito noturno, que são justamente próprias para serem usadas ao longo de muitas horas, e geralmente não tem cor nem deixam resíduo (afinal eles são formuladas para usar durante a noite, enquanto você dorme de cara no travesseiro!), então são mais “usáveis” em publico no avião! (e ao mesmo tempo sendo super potentes!)

Ou então você pode usar uma mascara normal, dessas que fazem efeito em alguns minutos, e depois remover a mascara com os lenços umedecidos + tônico/spray termal e continuar com um hidratante.

Alguns produtos que eu uso:

Sisley Black Rose (Máscara preferida pra vôos! Hidratação super intensiva sem resíduos nem cor!)

Nude Advanced Renewal Overnight Repair Mask (bem densa e “reconfortante”! Adoro usar em casa quando a pele tá mais sensível. Mas a embalagem não é das melhores pra viajar, apesar de só ter 60ml)

Fresh Black Tea Mask (também ganhei de brinde a aproveitei pra levar na viagem de volta! Aprovei!)

*Hidratação:

Seja lá qual o seu tipo de pele (seco, oleoso, misto), os efeitos do ar do avião provavelmente serão bem desidratantes. Ou seja, se vc tem pele seca, a situação só vai piorar. E se você tem pele oleosa, a situação só vai piorar (pele oleosa desidratada produz ainda mais óleo que o normal).

Então caso não use uma mascara (prefiro deixar as mascara para usar em voo noturno mesmo, pois é só passar, dormir e esquecer da vida enquanto a máscara se ocupa do resto), leve um hidratante emoliente (ainda que seja oil-free, seu hidratante deve ser hidratante e em creme, evite formulas em gel, que criam aquele película, que por sua vez, também ressecam em contato com o ar).

E claro, um hidratante potente para area dos olhos, um balm labial potente e bastante creme para as mãos!

Alguns produtos que eu uso:

Embryolisse (clássico dos clássicos e ainda tem em versão mini pra viagem!)

Creme de la Mer (outro super classico que tenho usado ha um bom tempo, e como ganhei uma amostra mini de viagem, sempre levo na necessaire de voo. Apesar de não amaaaar ele no dia a dia, acho super eficiente em voos!)

Emma Hardie Amazing Night Cream (to super in love por essa marca inglesa, e além de amar incondicionalmente o balm limpador dela o hidratante noturno é o máximo! Daqueles super densos e mega potentes, mas que não te deixa brilhando e reluzindo!)

E sempre que achar necessário, ou se você sentir que a pele tá ressecando de novo, pode repetir o processo todo de novo!

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Necessaire de Viagem, Pele, Viagem | Com a tag | 10 comentários

Limpeza: o primeiro, e mais importante passo

Eu prometi para mim mesma que nao ia escrever um testamento nesse post (como de costume) e tentar ser breve e direta ao ponto: Limpe, e limpe muuuuuito bem o rosto.

Independente do tipo de pele, de onde voce mora ou se usa ou nao maquiagem. Uma pele limpa eh importantissimo para todo o resto.

So assim seus poros estarao desobstruidos, as células mortas na superficie da epidermis vao se renovando e a pele estará preparada para seja la o que vier depois.

Nao adianta gastar uma grana em cremes e maquiagens se a base (pele) nao estiver saudavel – nao existe milagre!

Mas, existem limpezas E limpezas, e se voce errar a mao pode acabar retirando a protecao natural da pele, deixando-a sensibilizada, frágil e ate oleosa demais (sim, erro numero um de quem tem a pele oleosa eh querer ficar com aquela pele seca-esticada, que por sua vez, so vai deixar a pele ainda mais oleosa!).

Eu ja comentei aquí varias vezes de cómo gosto de usar limpadores a base de oleo para lavar o rosto, como esse (classico!) do Shu Uemura, ou o iconico Eve Lom, e recentemente tambem tenho usado a marca Inglesa Emma Hardie (melhor do mundo! Vontade de me bezuntar da cabeca aos pes!) e a (otima!) recomendacao de uma amiga, a outra marca Inglesa Liz Earle.

Alguns sao oleo “liquido” (Shu Uemura), outros sao oleos em formato cremoso (Liz Earle) ou em formato balm (tipo um oleozinho solido – Eve Lom e Emma Hardie), mas todos usam o principio de que pele precisa de oleos do bem para ser limpa a fundo, sem danificar a superficie da pele.

Entao quanto mais oleosa for sua pele, quanto mais maquiagem ou filtro solar voce usar, mais sua pele vai precisar de limpadores a base de oleo para retirar mesmo tuuuudo que precisa ser limpo no fim do dia.

Entao ao longo dos días eu vou revezando entre esses limpadores como primeiro passo:

Depois de retirar a maquiagem dos olhos com o shampoo Johnson (nao gosto de usar demaquilhante no dia a dia), espalho um dos balms na pele, espalhando e massageando bem.

Aproveito para usar o Clarisonic ou uma toalinha macia, para massagear a pele e espalhar bem o produto.

Se for durante meus longos “banhos de beleza” e (auto) mini spa, eu nem enxaguo direto, e deixo o balm na pele por uns minutos enquanto vou fazendo outras etapas do banho. Como todos sao feitos a base de oleos e ingredientes naturais, sao otimos ate como mascaras de tratamento e hidratacao para a pele!

Emma Hardie, o balm limpador mais incrível que já usei!

Todos eles nao possuem oleo mineral em sua composicao (logo, sao “oil free”), pois eh o oleo mineral que eh o vilao da industria cosmética (“polui” a pele, fecha e obstruí os poros e dizem ate estar relacionado ao cáncer de pele. Entao fuja dele!) – mas todos eles incluem uma variedade de oleos naturais “do bem”, que ajudam a fortalecer as barreiras naturais da pele, logo deixando-a mais balanceada (ou seja, a pele oleosa fica menos oleosa, e a seca fica menos seca!).

Depois enxaguo com bastante agua e ate uma toalinha umedecida tambem.

Mas como uso muito filtro solar no dia a dia, e (quase) sempre uso base na pele, gosto de fazer tambem uma segunda limpeza na pele.

Entao o primeiro passo eh a retirada profunda das impurezas e sujeiras da pele, enquanto que o segundo passo ajuda a retirar residuos do primeiro limpador (legal principalmente para quem tem a pele ou a zona T oleosa).

Eu comecei a praticar esse processo de “limpeza dupla” depois de ler sobre as rotinas de beleza das Asiaticas (sempre rolam aqueles videos loucos de meninas que fazem tipo 47 passos para cuidar do rosto pela manha, sabe? Loucura!), e principalmente depois da viagem para o Japao e Coreia do Sul no comeco do ano – todas as principais e mais conceituadas marcas Asiaticas classificam seus produtos de cuidados com a pele por “passos”, e a limpeza sempre tem 2 passos. Nao eh atoa que aquela mulherada tem pele de porcelana ate os 100 anos!

Para o segundo passo eu reveso entre alguns produtos principais- o Ceramic Slip da Sunday Riley (que ja falei aquí e eh uma adicao recente) , o Ultra da Kiehl’s, que ja uso ha anos (e ja falei dele aquí) ou o Angels on Bare Skin ou o Fresh Pharmacy da Lush que tambem ja uso ha milenios e ja falei dele muitas vezes aquí no blog)

E sao tambem esses os produtos que eu reveso para lavar o rosto pela manha.

Ambos tem uma coisa em comum: sao feitos a base de produtos naturais e NAO fazem espuma.

Espuma eh boa para lavar a louca ou a lataria do carro – na pele do seu rosto, nao!

Mesmo as marcas mais conceituadas e naturebas, e mesmo para as peles mais oleosas – se o produto leva algum químico que faz espuma, ele será abrasivo demais para a pele do seu rosto.

Eles ate podem dar uma falsa sensacao de limpeza – tambem ja fui dessas de amar sair do banho com aquele pele esticaaaada de tao “limpa” depois de usar um produto para “pele oleaosa e acneica”. Mas ja reparou que logo depois, ao longo do dia, as areas criticas ficam ainda pior?!

Pois eh, pele balanceada precisa de uma barreira protetora de lipidios naturais (=oleos), logo se voce retirar tudo, a pele (que eh um orgao inteligente) vai se sentir agredida e vai tentar produziar ainda mais para compensar (HELLO testa brilhando!).

Depois da limpeza dupla, a pele esta preparadissima e limpissima para receber os tratamentos noturnos de sua preferencia.

E pela manha, eu uso apenas os limpadores “segundo passo” para lavar o rosto, pois a pele esta “limpa” (sem maquiagem, sem poluicao da rua e afins), mas precisa ainda assim ser limpa para retirar os cremes/produtos usados durante a noite, suor, etc.

Desde que comecei com esse proceso ha uns meses atrás, eu tenho sentido muita diferencia na minha pele!

Hoje em dia, raramente eu tenho espinhas ou cravinhos, a pele ficou mais clara e mais uniforme – e tenho aquela sensacao de que todos os produtos que uso depois, acabam ficando mais eficazes!

Ja sao varios meses de “teste”, incluindo o verao na Europa (calor=suor=pele mais oleosa), uma viagem pro Brasil (calor=suor=pele mais oleosa), e a transicao para o outrono e inverno (que sempre eh o periodo que minha pele mais sofre e fica mais sensivel!).

Foram varias outras modificacoes e detalhes que fui mudando aquí e ali na minha rotina de cuidados, e mesmo beirando os 35 anos, minha pele tem estado melhor do que nunca!

Entao jamais abro mao de uma pele limpissima e balanceada!

[stabox]

Publicado em Pele | 12 comentários

Aésop Control – Gel Secador (e “tratador”) de espinhas!

E já no outro dia comentei sobre meu problema invernal de cravos e espinhas no queixo, aqui esta mais uma arma recém descoberta!

Foi assim: Estava na Liberty’s repondo meu estoque do hidratante de Mandarin da Aesop, e a vendedora tentou me convencer a levar outra opção de outra linha, já que tinha pele “com tendência a acne” e então expliquei meu problema: mina pele não tem tendência a acne, mas descobri recentemente que meu creme para as mãos, estava me ando espinhas no queixo.

Então ela me apresentou a 7 º maravilha do mundo: o gel “Control” para espinhas da Aesop.

Mas prepare-se para se reeducar e esquecer um pouco tudo que lemos e nos disseram ao longo de nossas vidas sobre cravos, espinhas e pele oleosa.

Para começar que ele tem óleo em sua composição (e já não é de hoje o tanto que falo sobre o bem que os óleos fazem a pele! Já falei aqui, aqui e aqui nos últimos 6 anos). Não um, mas vários tipos de óleos essenciais que tem como finalidade tratar da pele afetada. E tem também, uma lista invejável de ingredientes e princípios ativos convencionais que ajudam a limpar os poros e “secar” as espinhas.

Mas a diferencia é que esse gel não “seca” nada!

Ele trata e “cura” a espinha/cravo, mas sem ressecar a pele em volta, que está inflamada e irritada e precisa ser tratada.

Resultado: no dia seguinte sua espinha praticamente desapareceu, mas em compensação a pele ao redor não esta vermelha, nem ressecada, nem irritada e nem forma “crostas”.

Por que convenhamos: pior que a marca e manchas que as espinhas deixam na pele, só mesmo tentar disfarçar quela espinha “seca” e esturricada pelos tratamentos de acne convencionais mais agressivos, que criam aquela cratera no meio do seu rosto.

Não é?! Qualquer coisa que você fizer para disfarçar só vai piorar a situação! Colocar corretivo em cima de uma espinha “seca” é o equivalente cosmético de uma placa de Neon da Chinatown anunciando “Extra! Extra! Acne! Acne!”

E além disso, por ser um gelzinho transparente, mas cheio de ingredientes que são absorvidos pela pele, o “Control” também pode ser usado ao longo do dia, por cima da sua maquiagem, e ele desaparece em segundos, mantendo a area tratada mas sem afetar o efeito “visual” do problema.

Como quase tudo da Aesop, paga-se um preço alto pela qualidade dos produtos – mas os resultados são igualmente proporcionais!

(Se não me engano o “Control” custou coisa de 15£, enquanto que um Clearasil qualquer na Boots custa uns 5… mas se você já passou dos 20 e poucos e ainda sofre com espinhas – e as marcas e manchas deixadas por elas! – a diferença vale a pena. E é o tipo de produto que dura eternamente!)

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Pele | Com a tag | 9 comentários

Endless (G)Love: Máscara intensiva para mãos

Um dos principais efeitos do inverno, é nas minhas mãos. O ar seco, a agua quente e o uso de luvas por muito tempo seguido deixa mina pele seca, palmas das mãos e dedos ásperos e cutículas destruídas.

Resultado – mais e mais cremes sendo passados e repassados ao longo do dia.

E ai eu comecei a reparar que estava tendo muitos cravinhos na queixo e região da mandibula, e estava culpando o problema nos hormônios, maquiagem ou qualquer outra coisa que passo na pele do rosto no dia a dia.

E só no outro dia caiu a ficha!

Passo creme nas mãos => “seguro”  cabeça na frente do computador (com as mãos no queixo!) por horas a fio… logo => cremes densos e oleosos em contato com a pele todos os dias!

Matei a charada!

Então, além de tentar ser mais cuidadosa e passar menos tempo “segurando” a cabeça (meu pai sempre me deu bronca quando me via fazendo isso! Hahhahaha), estou tentando reforçar a hidratação das mãos a noite, para precisar usar menos cremes durante o dia.

E foi ai que descobri o “Endless (G)Love” da Soap & Glory.

Para começar que eu nunca usei nada que não gostasse dessa marca (Fofíssima! Tipo uma Benefit mais em conta, vende na Boots e Superdrugs!) e gostei da proposta de “mascara” para a pela das mãos.

Porque né, já fazemos tantos tratamentos intensivos para pele do rosto, do corpo, cabelos e afins, então porque não nas mãos? Logo a pele que mais sofre ao longo do dia e com o frio intenso?

A recomendação na embalagem é usar bastante produto e dormir de luvas (¿!) mas achei meio chacota, então dispenso essa parte!

Já deixo meu tubinho na mesinha de cabeceira e passo nas mãos quando já estou deitada, para poder passar bastante creme sem ter que encostar em mais nada!

Ele é bem menos melecante do que eu pensei que seria, e a pesar de que não é o tipo de creme para usar durante o dia, achei que absorveu bem e não ficou muito grudento não.

E o resultado eh que no dia seguinte as maos estão hidratadas, sem aspereza, as cutículas estão comportadas e consigo resistir a usar menos creme durante o dia.

Não substituiu o ritual por inteiro não… Não consigo lavar as mãos sem passar um creminho depois (processo que se repete incontáveis vezes ao longo do dia!), mas pelo menos consigo reduzir a quantidade de creme que passo na palma das mãos ao longo do dia, mas continuando confortável (e sem cravos no queixo!).

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Pele, Unhas | Com a tag | 11 comentários

Philip Kingsley – Elasticizer Extreme

O que eu e a Audrey Hepburn temos em comum?!

Ambas amamos usar pré shampoo nos cabelos! :-)

No outro dia eu falei um pouco mais sobre meus produtos pre-shampoo e porque gosto desse passo a mais na rotina dos cabelos. Não é todo dia que da tempo, ou que lembro de usar nada, mas realmente sinto que faz uma diferencia incrível na manutenção da saúde das pontas do fios nesse momento que estou usando um corte-cabelão tão longo!

Além disso, como tenho feito luzes apenas nas pontas nos últimos 2 ou 3 anos, acabo sentindo que essa é a parte do cabelo que precisa de mais proteção e cuidados, e os pre-shampoos são perfeitos para isso!

Eu tenho alguns produtos preferidos (que estão no post), mas sempre estou a procura de novidades (ate porque o meu pré shampoo preferido ha anos – da The Body Shop – foi descontinuado e estou no eu ultimo pote do “estoque”), e ha bastante tempo estava paquerando o pre shampoo do Philip Kingsley (um cabeleireiro “das famosas” Britânico, que tem uma linha propria de produtos muito boa, e que eu nunca tinha usado nada dele!).

E voltando a Audrey Hepburn, o Elasticizer do Philip Kingsley foi criado pessoalmente por ela, para a Audrey, que estava sentindo que suas pontas precisavam de cuidados a mais que o resto do cabelo, mas ela não queria ter que passar muitas horas no banho. Ele é um dos produtos mais antigos com esse propósito do mercado, e foi o produto que lançou o Philip Kingley ao estrelado e que também lançou sua linha propria de produtos.

Então quando um outro pre shampoo acabou umas semanas atrás (o da Ojon), resolvi dar uma investigada melhor no Philip Kingsley e acabei cedendo!

Optei pela versão “extreme” do creme, pois achei que as resenhas eram melhores (muita gente que já usou os 2, recomendava o “extreme” como mais potente).

A embalagem recomenda aplicar o produto nas pontas, com os fios molhados e deixar por pelo menos 20 minutos. Mas a maioria das resenhas “apaixonadas” pelo produto, na verdade recomendavam aplicar com os fios secos, e deixar por quanto tempo quiser e puder – se for a noite toda, então melhor ainda!

Realmente senti que as pontas ficam mais “ bem formadas” e fáceis de modelar nos dias que usei o Elasticisizer antes de lavar. Sabe quando você faz uma escovinha em casa e fica se achando modelo de propaganda de shampoo?! Tipo isso! E se for combinado com o leave in da Alterna então, Gisele que me aguarde!

O meu eu comprei na Amazon, mas também vende na FeelUnique (entrega no mundo todo).

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Cabelo | Com a tag | 8 comentários

Fui Assim: Algumas ideias de como se vestir no Outono e Inverno

Nos últimos meses, ao medida que as temperaturas foram caíndo aqui pelo hemisfério Norte e volta e meia publico algum foto minha por Londres ou em viagens, várias leitoras expressam sua dificuldade de montar looks para climas frios.

Sejam dúvidas sobre a parte “técnica” sobre como se vestir (já fiz vários posts sobre como se vestir no inverno AQUI nesses posts) ou como ficar quente, porém digna e bonitinha nas fotos.

Então minha resposta é sempre mais ou menos a mesma: invista em boas bases – casacos e botas – e ro resto são acessórios.

Mas não se engane: no frio os acessórios são super necessários! Luvas, chapéu ou gorro e cachecol, te “vedam” do frio e dão aquela camada extra de proteção, ao mesmo tempo que te enfeitam.

E a vantagem é que acessórios ocupam menos espaço na mala, e são fáceis de ir revezando ao longo de uma viagem longa.

Então aqui estão alguns exemplos do que usei nas viagens “frias” dos últimos meses:

Nova Iorque

Calça: 7 For All Mankind

Botas: Zara

Blusa: Zara

Casaco: Misguided

Cachecol: Burbery

Bolsa: Celine

 

Pullover: Warehouse

Colete: Topshop

Bolsa: Balenciaga

Óculos: Chloe

 

Pullover: Zara

Casaco: French Connection

Bolsa: Balenciaga

Chapéu: Accessorize

Calça: Levi’s (Curve ID – o melhor jeans que existe!)

 

Alemanha:

Faixa de pele: Accessorize

Casaco: Zara

Cachecol: Asos

 

Casaco: Zara

Gorro: Sfera

Cachecol de mil anos atrás

Bolsa: Balenciaga

 

Londres (no Winter Wonderland)

Casaco: Zara

Gorro: Primark

Cachecol: Zara

Bolsa: Balenciaga

Bota: Tory Burch

Calça: 7 for All Mankind

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Fui Assim, Moda, Viagem | 4 comentários

Orly – Base “enborrachada” para unhas

Como boa Brasileira expatriada, eu sou super adepta ao faça-você-mesma em quase tudo relacionado a beleza, e em se tratando de mãos e unhas sou praticamente profissional!

Claro que sempre que vou ao Brasil, a primeira coisa que faço eh ir na manicure, porque eh um paparico insubstituível, mas juro que hoje em dia já sinto que as manicures no Brasil não fazem minhas unhas tao quanto eu mesma!

O processo tem  um “Q” de terapêutico, e já aproveito e tomo meu banho extra-demorado de beleza com direto a todas as esfoliações, mascaras e afins.

Mas não da para negar que da trabalho e leva um bom tempo da mina rotina, então estou sempre a procura da nova poção mágica que vai prometer manter minhas unhas bonitas por mais tempo.

Então a ultima descoberta promessa-milagrosa-que-cumpre é a base de unhas “emborrachada” da Orly.

A promessa eh ambiciosa, garantindo 2 semanas de esmalte intacto…

A verdade eh que ate agora ainda consegui deixar passar mais de uns 8 ou 10 dias e já fico querendo trocar de esmalte e tirar as cutículas novamente, mas por incrível qu

e parece, a base “segurou” mesmo o esmalte, intacto por mais de uma semana!

O principio da base eh ter uma textura “emborrachada” e flexível, e portanto acolchoa o “verniz” do esmalte e o mantém flexível em cima da unha, evitando que choques do dia a dia (por exemplo, digitar no teclado do computador) rachem a superfície do esmalte. E ao mesmo tempo, mantendo-o flexivel, para se moldar as mudanças da unha ao longo do dia (por exemplo, quando molhada, suas unhas ficam mais moles, no frio, ficam mais duras, etc).

Minha mão direita – sempre a mais sofrida – depois de 9 dias de manicure. Só duas míseras lasquinhas!

E por fim, eles prometem servir como uma cola “dupla face”, colando o esmalte na una, garantindo uma boa durabilidade e que o esmalte não descasque, mesmo se ocorrer uma rachadura na superfície.

Posso dizer que amei?!?! Porque demorei tanto tempo para descobrir essa poção mágica?!?!

E o ponto final para mim, foi o quão fácil foi retirar o esmalte no final da semana, apenas usando acetona comum, sem ter que ficar esfregando nem deixar a unha de molho por vários minutos!

Aqui em Londres eh possivel achar os esmaltes Orly em algumas Boots maiores, mas não eh das marcas mais disponíveis por ai, então para garantir eu compro o meu na Amazon!

P.S. Outra opção de “base milagrosa” que eu amo é a Gelous, mas é bem mais féacil de achar!

Siga me:

Adriana Miller

Autora at Dri Everywhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me:

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Publicado em Unhas | 5 comentários